Amor virtual

Graças à internet hoje em dia é possível fazer tudo pela web sem sair de casa. Comprar, vender, se informar, se divertir, fazer amizades e até mesmo se apaixonar, o que é bem frequente. Dizem que estar apaixonado é a melhor coisa do mundo, mas até que ponto – virtualmente – isso é bom, ou até mesmo, até que ponto esse sentimento é sincero?

Vou citar agora o seguinte trecho: “De todos os amores, o mais puro e sincero é o virtual. Você se apaixona pelas palavras, pela alma e pelos sentimentos depositando toda sua confiança na pessoa que esta do outro lado, dividindo tristezas e alegrias, levando sempre na mente o sonho de um dia conhecê-lo pessoalmente.”

Agora pergunto, só o fato de você se apaixonar pelas palavras não torna esse amor um tanto quanto duvidoso? Digo, tu gosta do jeito como a pessoa te trata estando a sós contigo, gosta do que a pessoa diz que ela é, do que ela diz que sente, do que ela diz pra ti, mas não significa que isso seja verdade. Você não sabe como ela se comporta no dia-a-dia, como ela é com os amigos, em festa. Se palavras fossem garantia não se faria necessário contratos, não é mesmo?

Gostar de alguém que mora longe, que nunca foi visto pessoalmente dá um toque de ‘platonicismo’ a relação. Querer o inatingível, o impossível. Todo mundo sabe que o que é fácil perde a graça rapidamente. Um exemplo sou eu, posso ficar um mês querendo tal pessoa e depois que eu fico uma vez meu interesse simplesmente evapora. Não generalizando, pode ser o sonho de conhecer que mantêm todo esse amor de pé. Vira questão de honra, conhecer um dia, tocar, ficar junto.

Apesar do meu ceticismo em relação ao assunto, admito que exista uma coisa nisso de bom – deixando a desconfiança de lado. Quem só tem o MSN, o telefone, o Orkut acaba ironicamente estando mais próximo da pessoa em questão conversa e conhecimento. Por ser a internet o meio da conexão entre os dois, obrigatoriamente acabam conversando mais do que alguns casais reais, se conhecendo melhor, compartilhando e se abrindo mais um com o outro – é mais fácil escrever do que dizer. 

Bom, cada um é livre pra acreditar no que quiser. Mas se você achar alguém perfeito, com muitas qualidades e raros defeitos por aí aconselharia a desconfiar do que entrar pelo cano mais tarde.  Para toda regra há uma exceção, longe de ser radical, mas pra mim a maioria das pessoas que vivem um amor virtual vive um conto de fadas moderno, ilusão. Se eu acreditasse na sinceridade das pessoas de um modo em geral, certamente acreditaria que os sentimentos ditos online são verdadeiros, mas como todo ser humano é mau por natureza, me dou ao luxo da dúvida.

Anúncios

Etiquetas:

Uma resposta to “Amor virtual”

  1. Mazzo Says:

    Adorei tua forma de escrever. Li apenas alguns e gostei tanto deste aqui que quando fui comentar acabei fazendo um posto inteiro, o que foi até engraçado. Amanhã volto pra ler o resto (isto não é uma promessa). Beijos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: