Einstein disse

O trecho a seguir foi retirado de um texto de Albert Einsten chamado Sobre a Liberdade. Trata-se de um escrito inteligente que fala sobre a religião e a ciência. Ao contrário do que muitos podem pensar, Einsten ‘não força’ para o lado da ciência, apenas reflete sobre como ensinar religião e ainda propõe o pensamento de que ambas – apesar de viverem em conflito constante – de certa forma se completam – A situação pode ser expressa por uma imagem: a ciência sem religião é aleijada, a religião sem ciência é cega. Enfim, pensem a respeito do trecho a seguir e se possível conheçam o texto inteiro, diria que vale a pena.

Certamente, ninguém negará que a idéia da existência de um Deus pessoal, onipotente, justo e todo-misericordioso é capaz de dar ao homem consolo, ajuda e orientação; e também, em virtude de sua simplicidade, acessível as mentes menos desenvolvidas. Por outro lado, porem, esta idéia traz em si aspectos vulneráveis e decisivos, que se fizeram sentir penosamente desde o início da história. Ou seja, se esse ser é onipotente, então tudo o que acontece, aí incluídos cada ação, cada pensamento, cada sentimento e aspiração do homem, é também obra Sua; nesse caso, como é possível pensar em responsabilizar o homem por seus atos e pensamentos perante esse Ser ‘todo-poderoso’? Ao distribuir punições e recompensas, Ele estaria, até certo ponto, julgando a Si mesmo. Como conciliar isso com a bondade e a justiça a Ele atribuídas?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: